O caminho não se faz sozinho!

Foi com este pressuposto que partimos em busca de parceiros para o nosso projeto.

Tínhamos algumas condições impostas na nossa base ideológica, apenas e só marcas Portuguesas, que façam sentido para o projeto, dando preferência a produtos produzidos localmente.

Assim começamos a tarefa hercúleana, de encontrar os parceiros, e apresentar o nosso projeto.

Colocando a modéstia num canto, todo o projeto foi e está a ser construído (pois é um trabalho contínuo) com muito rigor, esforço e sobretudo, PAIXÃO.

Paixão esta, fácil de explicar, pois acreditamos profundamente nas características que compõem este desafio.

Contudo, quando chegada a hora das reuniões de apresentação, estávamos como peixe fora de água, expor a ideia a terceiros, tentar passar a nossa visão de uma forma simples, clara e explicar o porque desta odisseia, trouxe á tona o nervosismo e as inseguranças.

Mas não é momento de vacilar, porque o topo está á vista, e fazendo uma analogia com as montanhas que nos propomos conquistar, "a estrada é difícil, o caminho é duro, mas a vista lá em cima compensa todo o esforço".

De uma forma que nos surpreendeu, começaram a "chover" emails de resposta, com pedidos de agendamento de reuniões, foi de tal forma intenso que houve momentos, que estávamos os 3 em reuniões com entidades distintas, todas a mesma hora.

Enquanto o Hélder apresentava o projeto ao vereador do turismo do município X, Ângelo definia condições de parceria com a empresa Y, o Fábio acertava tempos de entrega dos materiais com o instituto Z.

Desceu sobre nós, um sentimento de orgulho, verdadeiramente avassalador.

A recetividade foi enorme, o feedback muito positivo, encorajador e com muitas críticas construtivas que nos ajudaram e ajudam a melhorar e afinar o projeto.

A todos os que nos apoiam e viram em nos a paixão por Portugal, pela natureza e pelo desporto, o nosso MUITO OBRIGADO.